Sua empresa deve deixar o Facebook?

Eu tenho usado o Facebook desde o seu início. E como todo relacionamento, o nosso também possui altos e baixos.

Existiu muito amor: engajamento, atualizações inesperadas, descobertas de novas empresas e muitas fotos incríveis.

E também houve muito ódio: solicitações para joga Candy Crush, atualizações de pessoas com as quais eu realmente não me interessava etc.

Para uso pessoal não há dúvida que o Facebook é a melhor forma de ficar conectado com o mundo. Por exemplo, eu estou morando há um ano e meio em Vancouver, no Canadá, o Facebook me permite ficar conectada com todos meus amigos e familiares. Isso é ótimo.

A história muda quando deixamos de lado nossos perfis pessoais e coçamos a usar o Facebook profissionalmente. Agora, ao invés de absorver o conteúdo, você está distribuindo conteúdo para os fãs da sua página no Facebook. Você faz isso, pensando em conseguir mais compradores para os eus produtos. Mas como se destacar em um ambiente repleto de empresas desejando exatamente a mesma coisa que você?

Você precisa avaliar se estar no Facebook é realmente o melhor para a sua empresa.

No último ano várias empresas declararam publicamente que estavam deixando o Facebook.

Neste artigo vou avaliar três empresas que deixaram o Facebook e três que permaneceram e tiveram sucesso. Assim poderemos entender os motivos por trás de cada lado da moeda.

Vamos nos localizar nessa história!

Alcance orgânico (número de usuários do Facebook que podem ser atingidos pela sua empresa de graça) está mais baixo do que nunca. O Facebook reestruturou seu algoritmo para apresentar conteúdo de amigos e empresas que os usuários realmente desejam ver. Por que eles fizeram isso?

Com tanto conteúdo sendo compartilhado é difícil continuar competitivo. Você realmente espera que alguém te escute do outro lado de uma casa de shows lotada? Não, né. Com o Facebook é a mesma coisa, mas em escala muito maior.

O algoritmo do Facebook funciona e as pessoas gostam disso. O Facebook criou um algoritmo para as pessoas.

3 Empresas disseram “Tô fora!”

Em vista destas mudanças Groove, Copyblogger e Eat24 deixaram o Facebook.

Estas três empresas não tem muito em comum, a não ser o fato de estar descontentes com o Facebook. O Groove vende softwares de suporte, o Copyblogger vende fontes de conteúdo e o Eat24 é uma espécie de bíblia online de alimentação.

Estas três empresas bem sucedidas decidiram que o Facebook não era mais lugar para elas.

image

Em 2 de Outubro de 2014 o Groove anuncia que está deixando o Facebook - veja o relatório completo aqui.

Por que deixar o Facebook foi a escolha certa para o Groove:

  • Baixo engajamento na fanpage: Depois de criar a página no Facebook eles somente conseguiram 200 curtidas e estavam obtendo uma taxa mínima de engajamento com o conteúdo compartilhado.

  • Falta de tempo para dedicar ao Facebook: Eles somente dedicavam uma hora por semana para a página deles no Facebook.

O que eles estão fazendo agora:

Gerando leads a partir do blog.

O Groove possui uma lista de 200 mil inscritos em seu blog e recebe grande engajamento diretamente no blog. Como esta é sua principal fonte de novos clientes e sua equipe é remota e pequena, dedicar tempo para canais que geram novos clientes e lucro faz mais sentido.

Se você não conhece, veja aqui o blog do Groove.

Em 17 de Outubro o Copyblogger anuncia que está deixando o Facebook - veja o relatório completo aqui.

Por que deixar o Facebook foi a escolha certa para o Copyblogger:

o Copyblogger deixou o Facebook, pois sua audiência estava em outro lugar. Eles tiveram a sensação de que se a audiência deles não estava engajando com a fanpage, qual seria a razão em mante-la. Eles usaram a tabela abaixo para justificar porque eles deixaram o Facebook. E adicionaram “mesmo seguindo as melhores práticas, apesar de possuir as melhores intenções e muitos fãs, o Facebook pode não ser o melhor lugar para investir tempo e esforços.”

A tabela abaixo compara três empresas que usam o Facebook: Copyblogger, Your Boulder e a página da Erika (a garota que estava realizando este comparativo). A tabela justifica que outras empresas podem ter sucesso no Facebook, mas o Copyblogger não estava.

image

O que eles estão fazendo agora:

Eles foram para onde a audiência deles está: Google+ e Twitter.

O Copyblogger descobriu que eles tem muito mais engajamento no Google+ e Twitter. O invés de investir em muitas redes sociais eles resolveram investir apenas nas duas que dão resultado para eles.

Em 1 de Abril Eat24 anuncia que está deixando o Facebook - veja o relatório completo aqui.

Eu encontrei a carta do Eat24 para o Facebook e a resposta do Facebook e achei as duas interessantes para ilustrar o assunto.

Veja abaixo um trecho da carta do Eat24 para o Facebook

image

Minha tradução:

“Tudo que fazemos é dar e tudo que você faz é tirar. Nós te damos posts, fotos de deliciosas comidas, recomendações de restaurantes…e o que você faz em retribuição? Você esconde todas estes posts e fotos de nossos amigos. Talvez você roube nossas reflexões sobre pães de porco e coloque seu nome nelas. Adivinhe só, nós nunca vamos saber. “

E a resposta do Facebook:

image

Minha tradução:

“Oi Eat24, aqui é o Brandon, do Facebook. Eu fiquei surpreso ao ler sua carta. O mundo é muito mais complicado agora do que quando nos conhecemos - ele mudou. Nós costumávamos adorar suas piadas sobre taquitos e 420, mas agora elas não parecem mais tão engraçadas. Existem coisas realmente sérias acontecendo no mundo e um dos meus melhores amigos acabou de ter um bebê, um outro acabou de tirar fotos de seus cupcakes caseiros. Nós então percebemos que as pessoas prestam mais atenção nisso do que em “sush porn” (mas se estiver no humor para isso, sabemos que podemos encontrar no Eat24!). Nós sentimos muito em nos separarmos dessa forma, pois eu acredito que nós ainda podemos ser amigos - nós realmente podemos. Contudo, nós respeitamos você se você precisa de mais espaço.”

Por que deixar o Facebook foi a escolha certa para o Eat24:

O Eat24 adotou o Facebook logo no começo e eles eram capazes de alcançar um alto engajamento com o alcance organizo de seus posts. O engajamento dos posts reduziu a medida que a competição pelo espaço no Feed de Notícias aumento. Tanto, que eles investiram 1 milhão de dólares em anúncios no Facebook sem obter os resultados que eles estavam acostumados a alcançar organicamente.

O que eles estão fazendo agora:

Depois de fechar a sua conta no Facebook, a taxa de abertura de e-mails do Eat24 aumentou. Enquanto estavam com a página no Facebook ativa a taxa de abertura de e-mails era de 20%, depois de fechar passou para 40%.

Um conselho para que deseja remover suas empresas do Facebook:

Você precisa ser responsável com a sua a audiência. Se você não tem tempo ou recursos para administrar sua página do Facebook, não há razão para possuí-la. Você precisa ser constante, segmentar sua audiência e procurar por aquilo que funciona e descontinuar o que não está.

3 Empresas que disseram “Eu tô ficando”

Estas três empresas possuem suas histórias de sucesso contadas pelo Facebook. Eu vou compartilhar com vocês as histórias do Facebook e as páginas do Facebook, dessa forma você pode ver seus sucessos por você mesmo.

Sweethaous Bakery, uma loja de materiais de construção que encontrou sucesso compartilhando algumas boas ofertas no Facebook.

[image5]

Qual foi o sucesso que Sweethaus Bakery conseguiu no Facebook:

Olhando para a página no Facebook você pode ver os altos níveis de engajamento com uma média de 20 curtidas por post. O grande sucesso, no entanto, vem dos cupons de desconto que as pessoas podem resgatar na fanpage e trocar na loja. Cerca de mil cupons já foram resgatados, com uma taxa de retenção de 12%.

Como eles conseguiram sucesso no Facebook

Eles compartilharam ofertas com freqüência e relevância que foram devoradas pelas pessoas.

Eles construíram conhecimento de marca sobre seus produtos ao compartilhar fotos dessas ofertas e com isso aumentaram o trafego nas lojas.

Tilt encontra sucesso no Facebook ao atrair tráfego para uma landing page otimizada

Tilt obteve um aumento de 70% no tráfego em seu website levando as pessoas para um landing page específica.

Como eles conseguiram sucesso no Facebook:

Eles rodaram anúncios super segmentados, aumentando a taxa de cliques em 9% em comparação com quando eles rodaram anúncios não segmentados. Isso, em compensação, levou mais tráfego para a landing page criada e otimizada para as companhas, que em consequência fizeram com que as conversões aumentassem.

Shopify reduziu o custo-por-clique e expandiu globalmente usando Facebook.

Qual o sucesso alcançado pelo Shopify no Facebook: Eles aumentaram o alcance em 150 países enquanto ao mesmo tempo o custo-por-lead diminuiu 50%.

Por que eles tiveram sucesso no Facebook: O Facebook permite a eles rastrear e medir o sucesso dos anúncios que eles criam. Além disso, o Facebook torna fácil para eles segmentar os anúncios por Audiências Customizadas.

Lições que aprendemos de empresas que usam o Facebook para se promover e tem sucesso:

O sucesso no Facebook acontece o tempo todo. Mas como qualquer relação bem sucedida é preciso colocar esforços para que esse sucesso aconteça. As pessoas, as tecnologias e o mundo estão mudando, isso significa que a sua empresa deve mudar também.

Você pode usar o Facebook para atingir os seus objetivos de marketing, dessa forma, enquanto você tiver seus objetivos em mente e tiver paixão por eles, você será bem sucedido. Se as sua publicações não estão obtendo o engajamento esperado, ou a taxa-de-cliques é mínima, não culpe a ferramenta. Existem milhares de informações úteis por aí disponíveis para te ajudar a colocar a sua empresa na frente das pessoas corretas.