Anúncios Online: 21 estatísticas e fatos que vão te surpreender!

Você anuncia seu negócio online? Ou você está preso na idade das trevas dos anúncios impressos e spots de rádio?

2014 será o ano no qual pequenas e médias empresas terão sucesso com marketing online. Será o ano em que aquela pequena loja percebe e tira vantagem do fato de obter um melhor ROI usando anúncios online do que usando comerciais em TV ou flyers.

Vamos observar 21 estatísticas online, começando por anúncios como um todo e direcionando para anúncios no Facebook, YouTube, Twitter e Google.

Anúncios Online

1. clicar em um anúncio em uma rede social é sempre um passo em direção à venda.

Muitos anunciantes não enxergam o verdadeiro valor dos anúncios online - não entendendo que gerar leads através de um clique em um anúncio do Facebook ou Google é o começo do funil de vendaa, não o final.

2.A renda obtida através de anúncios aumentou 36% de 2011 para 2013 (de U$86,4bi para U$117,6bi)

Em apenas 2 anos a renda gerada por anúncios online cresceu mais do que 31 bilhões de dólares - sendo o Google Adwords a maior plataforma.

3. É estimado que em 2016 o gasto com anúncios online nos EUA terá dobrado comparado a 2011 - atingindo U$67,4bi/ano (13,7% de crescimento anual).

Essas estimativas mostram a eficácia dos anúncios online nos últimos anos, assim como o declínio da mídia impressa.

Youtube

4. Os três principais anúncios em vídeos do Youtube juntos foram compartilhados 244.395 vezes. Em 2013 os três principais foram compartilhados no total mais de 12 milhões de vezes - um crescimento de mais de 5000%.

Compartilhar nas redes sociais aumenta massivamente a viralidade do anúncio. Um vídeo publicitário no Youtube pode, quase que instantâneamente, ser compartilhado no Facebook ou Twitter. Para não mencionar o poder do vídeo um vídeo no Youtube.

5. Os três principais anúncios do Youtube em 2013 foram Dove “ Retratos da Real Beleza”, Geico “ Hump Day” e Evian “ Baby and Me

Esses anúncios possuem diversas coisas em comum. Todos eles apelam para o emocional, humor ou nostalgia. Eles são bem mais longos do que os convencionais 30 segundos também. “Retratos da Real Beleza”, possui 3 minutos em sua versão encurtada, a versão completa tem 6 minutos e meio de duração.

image

6. O anúncio mais viral este ano foi “Dove - Segredos da Real Beleza” compartilhdo 4.24 milhões de vezes desde seu lançamento em Abril.

Não é somente o anúncio mais compartilhado de 2013, mas o mais visto de todos os tempos com 114 milhões de views (incluindo embeds).

Traduzido em 25 diferentes línguas, o anúncio atraiu 6.803 assinaturas no canal da Dove no Youtube, praticamente um quarto do total de assinaturas. O anúncio nunca foi primeira página, mas se tornou viral graças as compartilhações.

7. Um anúncio na homepage do Youtube custa geralmente cerca de U$400.000,00. A homepage recebe em média 60 milhões de views de 23 milhões de usuários todos os dias.

No entanto, nenhum dos principais anuncios do Youtube em 2013 começaram na homepage. Como eu disse, o sucesso deles (e de todos os anúncios no Youtube) decorrem quase que inteiramente de embeds e shares na internet.

8. A visibilidade mensal do Youtube é equivalente a cerca de 10 audiências do Super Bowl

Anúncios no Super Bowl são limitados a 30 segundos e, para a edição 48 custará 10 vezes mais.

A Fox pediu 4.5 milhões de dólares por 30 segundos de comercial durante o Super Bowl de 2014. Isso representa um aumento de 3.8 milhões em relação a 2013. Todas as cotas para o jogo de 2 de fevereiro já estão vendidas.

Twitter

9. 65% da receita do Twitter vem de smartphones e tablets.

Isso não é nenhuma surpresa, uma vez que 75% dos usuários do Twitter acessa o site a partir de dispositivos móveis. Em 3 de outubro no formulário S-1 (que formalmente anunciou a abertura de capital) a palavra mobile foi mencionada 130 vezes nas 160 páfinas do documento.

10. 87% da receita dos Twitter vem de anúncios

A tendência é esse número crescer - em Junho de 2012 as estatísticas de dispositivos móveis eram somente 66% comparado com 75% em Junho de 2013.

image

11. Twitter conseguiu em 2013 400% o valor da verba por visita de 2011: 44 centavos contra 11 centavos.

O tráfego a partir do Twitter está fazendo mais dinheiro para os anunciantes do que jamais fez. As pessoas estão mais acostumadas aos anúncios no Twitter e a resistência inicial se esgotou.

Facebook

12. A média da taxa-de-cliques nos Facebook saltou 275% desde 2012

Isso é devido a capacidade de segmentação dos anúncios no Facebook e uso de ferramentas como Power Editor e ferramentas de criação de anúncios no Facebook, como o da Wishpond. Além disso os anúncios têm superado a rejeição inicial e começam a fazer parte do feed de notícias dos usuários.

13. A média de taxas-de-cliques para comerciantes que usam anúncios no Facebook cresceu 375%

Comerciantes conseguem uma maior taxa-de-cliques uma vez que é fácil para eles incluir uma imagem atraente, e uma proposta de valor compreensiva pela audiência. No entanto empresas B2B e de software também pode criar incríveis anúncios no Facebook. Confira mais em A Psicologia por trás dos Anúncios no Facebook se você estiver interessado em otimizar seus anúncios.

14. Um estudo com mais de 200 bilhões de anúncios no Facebook diz que anúncios para Iphone gera 1,79% mais retorno sobre investimento do que anúncios para Android

Essa estatística foi dada pela respeitável empresa de marketing, Nanigans, responsável por comprar um grande número de anúncios no Facebook para seus clientes. Muitos especialistas que vêm estas estatísticas calculam a disparidade pela base de dados do iPhone de usuários (cerca de 60% fizeram entre 50 e 150.000 cliques por anúncio enquanto para Android a taxa foi de 45%).

image

15. O ROI dos anúncios no Facebook cresceu 152% entre 2012 e 2013

Novamente eu dedico esse crescimento a capacidade de segmentação de anúncios no Facebook. Direcionados para leads parcialmente cultivados (por customização de audiência, interesses, etc) o resultado é alta taxa-de-conversão (maior número de compras) do que somente colocando seus anúncios para audiência generalizada.

16. Por exemplo, o Walmart está conseguindo o equivalente a 100% do ROI em anúncios no Facebook e Twitter comparado a outros gastos em publicidade. Durante a Black Friday eles conseguiam 42 comentários por minuto em seus posts.

Com uma grande base em sua fanpage o Walmart supera ao promover ofertas e cria um senso de comunidade.

Google

17. Pelo menos 95% da receita do Google vem dos anúncios (isso, claro, inclui o Youtube)

No terceiro semestre de 2013 o Google fez sozinho U$14,9bi - o que significa que ele fez mais 14 bilhões de dólares com AdWord e AdSence.

18. Google arrecada 33% de toda a receita de anúncios online (38.6 bilhões de dólares dos 117.6 bilhões totais). Em comparação, o Facebook arrecada cerca de 5%.

Isso ocorre principalmente pois os anúncios no Facebook tem presença pouco significante fora da América do Norte. AdWords e AdSence ainda são predominantes. Nos Estados Unidos e Canadá as plataformas são mais próximas.

19. A média de taxa-de-cliques no Google é de 3,16%. E um anúncio na primeira posição tem uma taxa-de-clique de mais de 7%

A vantagem do Google e que seus anúncios aparecem de acordo com palavras-chave das buscas. As pessoas estã orealmente procurando pelos assuntos dos anúncios que elas vêem. Facebook, Instagram, Twitter e Youtube precisam encontrar uma maneira de tirar a atenção do usuário.

image

20. Desde o outono de 2012 o Google teve mais de 1,2 milhões de anúncios de negócios em sua rede de buscas.

Somando-se a isso o AdSence tem mais de 2 milhões de publicações (que juntas somaram 7 bilhões em 2012).

21. O Google AdWords cresceu 22% esse ano. Google AdSence, por outro lado, não apresentou nenhum crescimento.

o Relatório $GOOG’s Q3 mostrou crescimento zero no AdSence comparado com 22% de crescimento anual do AdWords. Porém não está completamente claro por que isso aconteceu, alguns especialistas citam mudanças nas ‘politicas de anúncios’. Será que isso está relacionado ao editores do AdSince que foram pirateados e enviaram conteúdos impróprios e spam para os usuários?

Conclusão

Espero que agora você tenha uma ideia melhor das diferenças entre os principais anunciantes online. Ao que tudo indica o Google ainda é a melhor opção. Mas quem saber o que vem por ai em 2014?

Você faz anúncios online? Teve sucesso? Em quais plataformas você anunciou? Compartilhe com a gente!

Fonte: Online Advertising: 25 Stats and Facts that Break it all Down

Artigos Relacionados

Por Mariana Reis@ Wishpond.